O mito dos abdominais

O Mito dos abdominais Acreditava-se que a musculatura do abdômen merecia um treino diferenciado das demais musculaturas corpo. Isso porque muitas pessoas se incomodam com essa região onde a gordura localizada se instala e propunham-se a realizar 1000 abdominais por dia para obter o desejado “ tanquinho”.

 

Atualmente, devido às várias pesquisas, podemos ter nosso tempo na academia reduzido (abolindo os infindáveis abdominais) e aproveitando melhor para atividades complementares e sem perder o foco. Descobriu-se que os abdominais tradicionais, aquele que deitamos no chão e flexionamos o tronco podem trazer prejuízos para a coluna e não são eficientes para mantermos o abdominal funcionalmente forte. Em comparação com os abdominais novos, eles perdem em eficiência e em segurança durante sua execução exercício. Precisamos manter um abdômen forte para manter nossa postura, proteger nossa coluna e nos auxiliar nas atividades do dia a dia com menor risco de lesão.

“Puxar seu umbigo para dentro”, aproximar as costelas uma das outras, não retirar demais o seu tronco do chão e não realizar a extensão ou fletir as duas pernas, mantendo uma dobrada e a outra estendida, são dicas importantes para começarmos um treino diferenciado.